13 de novembro de 2022
  • compartilhar:

Tirzepatida: novo medicamento pretende acabar com a obesidade

 Tirzepatida pode ser mais eficiente do que a cirurgia bariátrica. Medicamento                                    foi aprovado pela FDA e aguarda liberação da Anvisa

Uma novidade farmacológica pode facilitar os esforços de quem está lutando contra a obesidade. Trata-se da Tirzepatida, remédio que promete eliminar de 30% a 50% do peso corporal. 

O medicamento foi aprovado em maio deste ano pela Food and Drugs Administration (FDA) e já está disponível nos Estados Unidos. A expectativa é que a aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ocorra ainda em 2022, com comercialização prevista para o primeiro trimestre de 2023.

O que é a Tirzepatida?

A Tirzepatida, também conhecida como Mounjaro, promete ser ainda mais eficiente do que o já popular Ozempic (semaglutida). O medicamento é, basicamente, uma molécula que atua simulando a ação de dois hormônios intestinais, GLP-1 e GIP.

O GLP-1 é um secretado no intestino quando comemos. Ele é responsável por ativar a produção de insulina no pâncreas quando a glicose está alta, o que faz a digestão ficar mais lenta e promove a sensação de saciedade.

O GIP, por sua vez, é um hormônio peptídeo (“pedacinhos” de proteína) de 42 aminoácidos, inibidor gástrico ou peptídeo insulinotrópico dependente de glicose. Esse hormônio melhora a secreção de insulina pelas células beta do pâncreas. Além disso, vários estudos de associação genética ligam o GIP à regulação de insulina, glicose, lipídios e peso corporal.

Ao interagir com com vários receptores hormonais, a Tirzepatida diminui o apetite através de neurotransmissores, sem prejudicar o sistema cardiovascular. Aliás, o remédio protege a saúde cardiovascular, o que é ainda mais importante no caso da obesidade. Isso porque a condição é um fator de risco para a ocorrência de derrames e infartos. A Tirzepatida é, inclusive, estudada para tratar gordura no fígado.

O tratamento

A medicação deve ser aplicada semanalmente com uma injeção subcutânea. Os efeitos colaterais são controláveis e brandos na maioria dos casos. Mas, como qualquer outro remédio, é indispensável ter o acompanhamento de um especialista.

É importante destacar também que a Tirzepatida não é milagrosa. O médico nutrólogo Dr. Ronan Araujo, membro da ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica), ressalta que é essencial manter uma alimentação saudável, praticar atividade física e mudar o comportamento. Isso porque os medicamentos podem não ter eficácia sem essas alterações. 

O médico reforça a eficiência da Tierzipatida. “Essa medicação, mostrou resultados superiores a cirurgia bariátrica. Nós, que trabalhamos com emagrecimento, podemos comentar que estamos na década do fim da cirurgia bariátrica, pois apenas com uma medicação conseguimos entregar resultados superiores a realização do procedimento operatório”, ressalta o especialista. “Os resultados são fantásticos e revolucionários”, completa.

Acesse o link do Portal Terra: https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/saude/tirzepatida-novo-medicamento-pretende-acabar-com-a-obesidade,8465c56f8946801596ac6c1c477ff1c8fysv36im.html

veja também

assine nossa newsletter




    nome





    e-mail









    Você aceita as diretrizes desta newsletter


    x

    Aviso de Privacidade - Utilizamos cookies para melhorar a sua navegação e garantir a melhor experiência em nosso site em nosso site. Ao continuar navegando ou ao clicar no botão “ACEITO”, consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade.

    ACEITO