07 de julho de 2014
  • compartilhar:

Pesquisa

A obesidade é uma condição, geralmente porta de entrada para outras doenças, como diabetes tipo 2, por exemplo. Mas cerca de um quarto das pessoas obesas se mantém saudável. Pois um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade de Viena, na Áustria, em parceria com um insituto da Alemanha, identificou uma enzima chamada heme oxigenase-1 que protegeria o indivíduo do desenvolvimento da síndrome metabólica. 

Acreditava-se que a HO-1possuía propriedades anti-inflamatórias, mas, de acordo com o estudo, a ação daenzima é contrária. Ela promoveria uma inflamação associada ao desenvolvimento de doenças metabólicas e agiria como um marcador paraa determinação de obesidade “saudável ou não”, explicam os cientistasenvolvidos no estudo. Essa divergência surge do fato de que nem todo indivíduoobeso apresenta diabetes tipo 2, uma das doenças metabólicas mais associadas àobesidade. É como se eles estivessem protegidos.

As pessoas obesas que tinham mais da enzima no fígado e tecido adiposo tiveram mais inflamação e eram mais propensas a serem diabéticas do que as pessoas obesas com pouco da enzima em seus tecidos. Experimentos com camundongos confirmaram os resultados e sugerem que a inibição da enzima pode promover uma melhor saúde em pessoas obesas. 

Mas os autores do estudo, publicado no periódico Cell, admitem que são necessários mais estudos para esclarecer a atuação dessa enzima no organismo.


comentários

veja também

assine nossa newsletter

nome

e-mail

especialidade