21 de outubro de 2020
  • compartilhar:

Os últimos números da obesidade no Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, acaba de divulgar os dados da PNS 2019, a Pesquisa Nacional de Saúde que realiza em parceria com o Ministério da Saúde. Se, há 17 anos — na virada de 2002 para 2003 —, quatro em cada dez brasileiros apresentavam excesso de peso, a última informação é que agora são seis em cada dez brasileiros. Ou seja, cerca de 96 milhões de pessoas estão acima do peso no país — isto é, o resultado de seu IMC indica que elas estão na faixa de sobrepeso ou de obesidade.

Já se focarmos o olhar exclusivamente para a porcentagem de adultos com obesidade, veremos que ela mais do que dobrou nesse mesmo período, indo de 12,2% para 26,8%. Não resta dúvida: torna-se urgente fazer algo.

O problema na adolescência

A pesquisa também conferiu as medidas antropométricas de jovens entre 15 e 17 anos, selecionados em uma subamostra dos domicílios participantes. A conclusão a partir dela foi de que 19,4% dos nossos adolescentes estão com excesso de peso. Isso representa aproximadamente 1,8 milhões de indivíduos. E, entre eles, 6,7% já têm obesidade. O problema é mais prevalente nas meninas (8%) em comparação com os meninos (5,4%)

Esse é um cenário muito preocupante, porque é sabido que a tendência é essa prevalência aumentar ainda mais no decorrer da vida por uma série de fatores. A própria PNS indica isso: na faixa etária dos 18 aos 24 anos, encontramos 33,7% de pessoas pesando além da conta. Na faixa entre 40 e 59 anos, a prevalência vai de vez para as alturas: 70,3% dos indivíduos nessa idade estão com excesso de peso, isto é, a esmagadora maioria.

Pior para as mulheres

O que se observou entre os adolescentes — maior prevalência de excesso de peso nas garotas do que nos rapazes — aconteceu quase sempre. Com excessão do período de 25 a 30 anos de idade, em todas as outras faixas etárias as mulheres têm maior prevalência do problema do que os homens.

Na média geral, segundo a PNS 2019, 29,5% das mulheres têm obesidade — praticamente uma em cada três — contra 21,8 dos homens. O sobrepeso, por sua vez, foi encontrado em 62,6% delas e em 57,5% deles.


comentários

assine nossa newsletter

    nome

    e-mail

    especialidade