Colesterol / Dislipidemia

  • compartilhar:

Colesterol / Dislipidemia

O diagnóstico da dislipidemia na Síndrome Metabólica é feito, laboratorialmente, medindo-se os níveis plasmáticos de colesterol total e suas frações (LDL-colesterol, o HDL-colesterol  e triglicérides).

Níveis de colesterol HDL maiores do que 50 mg/dL caracterizam um fator protetor. Já os níveis de triglicérides maiores do que 150 mg/dL elevam o risco de doença aterosclerótica coronariana.

Os níveis de LDL-colesterol não pertencem aos critérios diagnósticos de SM. Para dislipidemia em geral, entretanto, pessoas com níveis de colesterol total e LDL acima dos patamares da normalidade apresentam maior risco de aterosclerose e doença cardiovascular.  Os níveis desejáveis de LDL-colesterol devem ser deerminados pelo médico, pois variam para cada paciente conforme seu histórico de doenças e fatores de risco.

 
Metas de LDL-colesterol definidas pela Atualização da V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose (Diretriz conjunta da SBC, SBD e SBEM)5

Referencias

  1. Grundy SM, Cleeman JI, Daniels SR, Donato KA, Eckel RH, Franklin BA, et al. Diagnosis and management of the metabolic syndrome: an American Heart Association/National Heart, Lung, and Blood Institute Scientific Statement. Circulation. 2005;112:2735-52.
  2. Atualização da V Diretriz Brasileira de Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Apresentado no 71 Congresso Brasileiro de Cardiologia. Fortaleza, 2016.

assine nossa newsletter

    nome
    e-mail
    especialidade